METABOLISMO – Você sabe o que é isso?
 

(Baseado na reportagem da revista Veja “A ciência da energia do corpo” edição 2016 ano 40 n° 27)

A maioria dos planos alimentares e produtos que estão no mercado não apresentam os resultados propostos na redução do peso e/ou ganho de massa muscular, mas o que isso tem haver com o metabolismo e o que significa essa palavra tão falada no mundo da Saúde e da Nutrição?

Metabolismo é toda reação química, que ocorre no nosso organismo, que gaste energia para produzir ou modificar células. Há vários tipos de metabolismo, os principais são:

Metabolismo basal: são as calorias que se gasta para manter as funções básicas do organismo. Corresponde a maior parte das calorias diárias gastas.
Metabolismo da atividade física: é o responsável pelas calorias gastas, desde as mais simples atividades físicas às mais intensas.
Metabolismo alimentar: são as calorias gastas no processo digestivo. Do momento em que o alimento é ingerido até o termino da digestão. Incluindo a mastigação, digestão e absorção dos nutrientes.

Hoje em dia, é possível identificar cada tipo de metabolismo e assim indicar a quantidade de calorias que cada indivíduo queima, possibilitando prescrever exercícios, dietas e remédios adequados para cada pessoa. Para isso, primeiro, precisamos entender melhor o que é metabolismo.

O metabolismo não esta relacionado apenas a perda de peso, a partir dele também é possível desenvolver tratamentos para os distúrbios de defeitos metabólicos. Esses distúrbios são raros e de origem genética como, por exemplo, a fenilcetonúria que é a ausência de uma enzima para digerir um aminoácido (proteína) presente no adoçante –a fenilalanina - podendo lesionar o cérebro. Outros distúrbios que afetam o metabolismo são o hipo e hipertiroidismo, diabetes tipo 2, altos níveis de colesterol/ triglicérides e obesidade abdominal.

Para quem tem o metabolismo saudável o que importa é o metabolismo energético, o qual controla as calorias que entram e saem do nosso organismo e o quanto é estocado. Cada pessoa possui um metabolismo diferente já que os genes são responsáveis por 50% do nosso ritmo metabólico.

Apesar de a genética influenciar o metabolismo, não se pode esquecer que os bons hábitos alimentarem podem aceleram o metabolismo, em contrapartida, os maus hábitos podem diminuí-lo.

Para uma pessoa que deseja acelerar o metabolismo o ideal é treinar para ganhar massa muscular. Isso porque os músculos gastam muito mais energia para funcionar do que a gordura. (meio quilo de músculo gasta 35 calorias por dia, já a mesma quantidade de gordura gasta somente 2 calorias/dia).

As atividades aeróbicas também são indicadas, pois dependendo da intensidade do exercício, o metabolismo pode se manter acelerado por até 8 horas após a atividade. Lembrando que é importante consumir produtos ricos em proteínas e carboidratos para que haja a regeneração dos músculos.

Como já foi dito, os hábitos alimentares são muito importante no trabalho do metabolismo. Alguns alimentos podem diminuí-lo, como é o caso do açúcar o qual tem a capacidade de mandar a informação para o organismo acumular gordura.

É errado dizer que o metabolismo do magro é mais acelerado do que o do gordo, o que acontece é que o gordo tem uma máquina humana maior e, portanto, gasta mais energia para funcionar.

Ao envelhecer o ritmo metabólico tende a diminuir, mas a esxplicação não é exclusivamente o avançar da idade, mas também o fato de que quando envelhecemos, tendemos a diminuir o ritmo das nossas ativiadades.

Tendo em vista tudo isso, a boa política é comer de tudo para emagrecer. Isso é possível fracionando bem as refeições, ou seja, comendo de 3 em 3 horas sem exageros. Desta forma, o metabolismo fica em constante funcionamento auxiliando a perda de peso.

Um erro comum cometido por muitas pessoas que querem perder peso é pular o café-da-manhã. Ele é o principal ativador do metabolismo, por isso, não se devem ficar longos períodos sem comer, pois na próxima refeição a pessoa ira comer muito e rápido demais, facilitando o acúmulo de gosrdura.

Por isso é importante saber qual alimento deve ser ingerido e evitar esses remédios que não apresentam o resultado proposto.
Como acelerar o metabolismo?

1. Quanto mais massa muscular, mais acelerado será o metabolismo. O músculo gasta muito mais energia para funcionar do que a gordura.
2. Praticar atividades aeróbicas, meia hora três vezes por semana.
3. Não exagere na ginástica, pois há um limite genético de aceleração do metabolismo. Praticar exercícios pode elevar o metabolismo em até 30%
4. Reduza o açúcar. Não possui nenhum valor nutritivo e como é rapidamente absorvido, é transformado em tecido adiposo.
5. É importante fazer varias refeições leves ao dia. Ficar muitas horas sem comer leva a queda do metabolismo e o organismo entende que é necessário economizar energia.
6. O café-da-manhã funciona como um impulso para tirar o metabolismo do funcionamento “lento” em que esteve durante a noite.
7. Manter o corpo sempre hidratado é essencial para eliminar as toxinas. Beber água gelada acelera o metabolismo, pois o organismo queima mais calorias para manter o corpo aquecido.
8. Dormir mal atrapalha o funcionamento do hormônio associado à sensação de fome e saciedade. Dormir bem (entre 7 e 8 horas) aumenta a produção do hormônio leptina, responsável pela sensação de saciedade, e diminui a produção de grelina, responsável pelo apetite.
Av. Dr. Alberto de Oliveira Lima, 126 - Real Parque - Morumbi - CEP: 05690-020